Postado em 22/06/2016 00:00:00

Revise os amortecedores antes de viajar, alerta Nosso Jornal

Em época de maior fluxo de veículos nas estradas do sul do Pará, o Nosso Jornal deixa, nesta edição, um alerta para os motoristas sobre a importância de verificar os amortecedores e o sistema de suspensão do carro antes de viajar.

Com as férias escolares chegando muitos motoristas pegam estrada no sul do Pará, indo e vindo dos balneários, e se deslocando também para cidades de outros Estados. Assim, os cuidados nas rodovias devem ser redobrados. Esta é uma das épocas de maior fluxo de viagens pelas estradas. Portanto, o Nosso Jornal deixa nesta edição, um alerta para os motoristas sobre a importância de verificar os amortecedores e o sistema de suspensão do carro para uma viagem segura e confortável.

 

Amortecedor - O amortecedor é um dos principais itens de segurança do automóvel e, quando desgastado, pode oferecer riscos para os ocupantes do veículo. A peça controla a movimentação das molas da suspensão e mantém os pneus em contato permanente com o solo, proporcionando segurança, conforto, estabilidade e boa dirigibilidade. Um veículo com amortecedores gastos apresenta maior risco de derrapar em pista molhada e precisa de uma maior distância para frenagem. Além disso, a estabilidade é comprometida e o carro pode perder o controle em curvas e em pavimentos irregulares. O balanço excessivo causado por amortecedores ineficientes também produzem oscilações no feixe de luz dos faróis, atrapalhando quem trafega no sentido oposto. Isso pode ofuscar a visão do condutor e causar acidentes.

Conforto e economia – Conforme testes feitos por especialistas, um amortecedor com 50% de desgaste pode aumentar em 26% o cansaço do motorista, elevando consideravelmente o risco de acidentes. Peças com vida útil comprometida provocam trepidações excessivas, tornando a viagem incômoda e aumentando o desgaste físico de quem está no volante. Amortecedores eficientes contribuem não só para a segurança, mas também para o bolso do dono do carro. Em más condições, a peça provoca desgaste prematuro dos pneus e de diversos itens da suspensão. A durabilidade dos amortecedores depende exclusivamente das condições de uso aos quais são submetidos. Atitudes como trafegar com cautela em vias com pisos irregulares e respeitar os limites de carga e velocidade do veículo ajudam a preservar o equipamento.

O ideal é que a peça seja verificada a cada 10 mil quilômetros rodados ou quando o motorista notar qualquer anormalidade. Se a troca for necessária e os amortecedores tiverem mais de 40 mil quilômetros de uso, os especialistas recomendam a substituição das 4 peças, mesmo que apenas uma delas apresente problemas.

(João Lopes)

 

 

Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90