Postado em 10/07/2017 11:55:00

A história de um quase VASCAÍNO que se tornou FLAMENGUISTA

O que faz uma pessoa começar a torcer por um time de futebol? A bater no peito e dizer “Eu sou torcedor do...”. Certamente existem vários motivos. Quando você nasceu seu pai já torcia por um time e, provavelmente, o influenciou a tomar essa decisão. Quem sabe sua mãe né? Aí, geralmente, é menos provável. Pode ter sido a beleza da camisa. O momento de glamour na mídia, enfim... são “Ns” motivos.

Vou contar a minha história. Como decidi, aos sete anos, torcer pelo Mengão. De uma família de oito irmãos eu sou o antepenúltimo. Os mais velhos já tinham tomado a decisão. Dois eram fluminenses e dois flamenguistas. Eu achava o nome “Vasco da Gama” muito lindo e, provavelmente, se ninguém influenciasse, torceria para este que é um dos maiores adversários do Mengão.

Pois bem, vamos aos fatos. Em um belo dia desses de verão, quatro irmãos chegaram da feira. – Temos um presente para vocês. Eu fiquei irradiante e curioso. – Mas tem uma condição. Disseram. – Qual? Perguntei. – compramos um short e uma camisa do nosso time, mas vocês só receberão se prometerem torcer. Eu não tinha nada a perder. Sem titubear respondi – fechado.

 

Não sei até hoje qual foi a combinação do quarteto. Os dois que torciam para o Fluminense compraram para o meu irmão mais velho a uniforme do flu e os dois flamenguistas me escolheram para torcer para o fla. Lembro que tanto a camisa quanto o short só tinham o brasão do clube, mas recebi encantado e daquele dia em diante só deu Flamengo na minha cabeça. “Lá vai o Flamengão campeão do mundo...bola em direção a Z...rssrsrsrsr...deixa eu parar por aqui, se não vão descobrir a minha idade.

Fonte: (Crônicas regionais)
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90