Postado em 23/08/2017 10:20:00

Associação de Apoio aos Assaltados de Redenção e Região. Pra quem já foi ou tem medo de ser assaltado

Você já foi assaltado alguma vez? Já teve que encarar a mira de uma arma apontada para sua cabeça e ainda pra variar foi chamado de vagabundo, pilantra etc. Às vezes você foi empurrado, caiu no chão, foi pisoteado e muito humilhado.

Pois é, você poderia idealizar a Associação de Apoio aos Assaltados de Redenção e Região. Possivelmente em um prazo recorde você estaria presidindo a maior associação da região. Concorda? Ou dúvida disso?

O maior número de boletins de ocorrência na delegacia é por assalto e roubo. Quase toda família do nosso município já foi assaltada ou roubada. Muitos não fazem questão de registrar a ocorrência se não o número seria muito maior. 

Nos últimos meses essa estatística está tomando proporções assustadoras. Muitos que estão lendo esse artigo podem estar pagando a prestação de um bem que foi levado por um meliante. Quem sabe um celular, uma moto ou até um carro. Essa é a realidade do nosso município, do nosso estado, do nosso Brasil.

O que falta para se colocar um freio nessa violência sem precedente? Há quem acuse o governo de não desenvolver políticas públicas para combater a violência. Um simples concurso público para melhorar o deficitário contingente de policiais militares no Estado, está tramitando há um ano e três meses e ainda nem começou o processo de formação dos soldados.

Há quem diga que as drogas é a grande responsável por tanta decadência na nossa segurança. Há quem culpe os políticos por tudo o que está acontecendo e, acreditem, há até aqueles que culpam as igrejas que não estariam conseguindo doutrinar seus membros e conduzir os desencaminhados para a trilha do bem.

O verbo assaltar, utilizado no título da nossa reflexão, (assaltados) está na voz passiva (quando o sujeito é paciente e recebe ou sofre a ação) e engloba todas as pessoas que foram vitimas de algum assalto.

 

Se de fato propuséssemos criar a A.P.A.R  (Associação Protetora aos Assaltados de Redenção e Região) penso que não faltariam interessados em se filiar. Afinal são muitos o que já sofreram esse dissabor. Mas se alguém se propusesse a criar a Associação Protetora aos Assaltantes de Redenção e Região, será se teria demanda? Será?

Fonte: Da Redação
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90
Publicidade
250 x 90